Blog

image

o Seguro na História

Necessidade de controlar riscos

O ser humano sempre esteve preocupado com a estabilidade de sua existência. Por

sofrer as consequências das variações climáticas e dos perigos da vida, desde a

Pré-História, procurava se organizar em grupos para ter mais força e garantir o sustento

e a segurança da comunidade. Com o tempo, a evolução das atividades comerciais

mostrou também a necessidade de proteção contra os prejuízos financeiros. E foi dessa

forma, justamente buscando garantir as finanças e diminuir a insegurança nas atividades cotidianas, que surgiu o seguro.

Outras Curiosidades

Cerca de 2.500 anos antes de Cristo, os cameleiros da Babilônia, preocupados com

as constantes perdas nas caravanas, instituíram uma forma mutualística de amparar o

companheiros prejudicados, mediante um acordo por meio do qual as perdas ocorridas

durante a expedição seriam rateadas entre todos.

Os navegadores fenícios e hebreus também rateavam os prejuízos ocorridos durante

às suas viagens, principalmente nos mares Egeu e Mediterrâneo.

No século 12 d.C., surgiu uma modalidade de seguro chamada Contrato de Dinheiro a

Risco Marítimo, segundo a qual um financiador emprestava ao navegador o dinheiro

no valor da embarcação. Se a embarcação se perdesse, o navegador não devolvia o

dinheiro emprestado, mas, se a embarcação chegasse intacta ao seu destino, o dinheiro emprestado era devolvido ao financiador, acrescido de juros.

No mesmo século 12, o Papa Gregório IX proibiu a realização de Contratos de Dinheiro

a Risco Marítimo e, consequentemente, surgiu uma forma similar de seguro denominada Feliz Destino, pela qual um banqueiro comprava a embarcação, com a previsão de

recompra pelo vendedor. Se a embarcação chegasse sem sofrer qualquer sinistro, a

Cláusula de Recompra era acionada, e o banqueiro revendia a embarcação ao proprietário original por um valor maior. Se a embarcação ou a carga se perdesse, o dinheiro

adiantado pelo banqueiro corresponderia à indenização pelo sinistro.

Em 1347, surgiu em Gênova, na Itália, o primeiro contrato de Seguro Marítimo, com a

emissão de apólice de seguro.

(Fonte: ENS)